Número total de visualizações de página

terça-feira, 26 de abril de 2016

Comemoração do dia da liberdade na Escola Secundária de Santa Maria - 26 de abril de 2016

A Liberdade está a passar por aqui...
Comemoração do dia da liberdade na Escola Secundária de Santa Maria - 26 de abril de 2016.
Iniciativa do núcleo da Aministia Internacional da Escola Secundária de Santa Maria, em parceria com a Biblioteca, o curso de Artes do Espetáculo e a Direção do Agrupamento Monte da Lua.
Consultem o programa em :http://essmaria.net

Biblioteca promove realização de aula de YOGA

No dia 20 de abril os alunos e a professora de yoga da ACTIS vieram fazer uma aula à nossa Escola, com a finalidade de demonstrar a importância da prática desta modalidade em qualquer idade, sublinhando as suas vantagens não só a nível físico, como a nível mental: redução do stress e da ansiedade, flexibilidade, prevenção de dores, controle de respiração e relação corpo e mente.







quinta-feira, 21 de abril de 2016

A Liberdade está a passar por aqui...
Comemoração do dia da liberdade na Escola Secundária de Santa Maria - 26 de abril de 2016.
Iniciativa do núcleo da Aministia Internacional da Escola Secundária de Santa Maria, em parceria com a Biblioteca, o curso de Artes do Espetáculo e a Direção do Agrupamento Monte da Lua.
Consultem o programa em :http://essmaria.net

terça-feira, 12 de abril de 2016

Dia da Escola

Salientamos neste Dia da Escola duas atividades que ocorreram esta manhã:
. Os livros construtures de personalidades e de vidas, palestra a cargo do professor Joaquim Beja
. Workshop sobre elaboração de Histórias Digitais, dinamizada pela professora Idália Patrocínio
Ambas as atividades decorreram na Biblioteca







terça-feira, 5 de abril de 2016


LIVRO DO MÊS
RETALHOS DA VIDA DE UM MÉDICO,
Fernando Namora

Retalhos da Vida de um Médico, obra literária que ganhou o Prémio Vértice, constitui um documento social da primeira metade do século XX, desenvolvendo-se em volta da vida de um médico de aldeia, por pequenas terras provincianas do Sul de Portugal. Mostra as dificuldades que o clínico (narrador de primeira pessoa) enfrenta para ser aceite pela população local, habituada a charlatães, crendices e superstições. O médico depara-se com a maneira simples de viver dos aldeões, subdesenvolvidos e subalimentados e com a sua desconfiança e avareza. A estas realidades, reage ora com ironia, ora com dúvida, ora com cansaço. A estrutura da obra é feita por "retalhos", ou seja, de forma fragmentária, sem preocupação de sequência cronológica. É considerada uma obra mista, a nível de géneros literários, pois apresenta vários: a autobiografia, o conto, o diário, o apontamento breve do quotidiano, as memórias.

O livro foi adaptado para cinema.